Chuvas Fortes no Sudeste - Dezembro 2013

Monitoramento de Tempo Severo no Brasil e no mundo. Fotografia e vídeo.
Avatar do Utilizador
Rodolfo Alves
Moderador global
Mensagens: 4999
Registado: domingo mai 05, 2013 4:29 pm
Localização: São Paulo/SP (São Mateus)

Chuvas Fortes no Sudeste - Dezembro 2013

Mensagempor Rodolfo Alves » quarta dez 25, 2013 2:01 pm

Tópico para registro das fortes chuvas nos estados do Espírito Santo e Minas Gerais.

=========================================================================================================================================

De acordo com o G1, o número de mortos chega a 17 até o momento. Situação é de Calamidade em muitas cidades.

Sobe o número de mortes no ES por causa das chuvas, diz Defesa Civil
Na madrugada, o corpo de um homem foi encontrado soterrado em Colatina.Ao todo, a Defesa Civil contabiliza 17 mortes no estado.

A Defesa Civil do Espírito Santo informou que 17 pessoas morreram por decorrência das fortes chuvas, até as 12h desta quarta-feira (25). Nesta madrugada, foi encontrado o corpo de um homem em meio aos escombros das casas que desabaram nesta terça (24), no bairro São Marcos, em Colatina, região Noroeste. No final desta manhã, a equipe de resgate encontrou outros dois corpor, de outro homem e uma mulher, segundo a Defesa Civil. Três moradores continuam desaparecidos nos destroços.
No total, foram contabilizadas uma morte em Nova Venécia, cinco em Colatina, duas em Baixo Guandu e oito em Itaguaçu, na região Noroeste; e uma em Domingos Martins, na região Serrana do estado.
Na tarde desta terça-feira (24), a Defesa Civil informou que mais de 49 mil pessoas precisaram deixar suas casas por causa dos estragos da chuva. Mais de cinco mil pessoas foram acolhidas em abrigos e mais de 44 mil foram para casas de parentes e amigos. Neste balanço, 47 municípios afetados. Cerca de 20 mil quilômetros de estradas foram destruídas ou danificadas.
As mortes ocorreram porque quatro casas acabaram desabando em um deslizamento de terra, na manhã de terça (24). Nesse dia, as equipes de resgate retiraram uma mulher morta dos escombros e conseguiram localizar um rapaz que havia sobrevivido.
Na manhã desta quarta-feira, a situação continua complicada em Colatina. O nível do Rio Doce permanece alto, segundo o coronel Edmilton, coordenado da Defesa Civil Estadual. "Colatina e Itaguaçu estão em situações mais delicadas, e isso não é nem por causa do número de mortes. Em Colatina, além na cheia do Rio Doce, também temos o problema do desabamento de encostas", disse.


http://g1.globo.com/espirito-santo/noti ... civil.html
Lista de Ciclones Subtropicais/Tropicais - Atlântico Sul
Arani (2011) - Bapo (2015) - Cari (2015) - Deni (2016) - Eçaí (2016) - Guará - Iba - Jaguar - Kamby - Mani

Avatar do Utilizador
Rodolfo Alves
Moderador global
Mensagens: 4999
Registado: domingo mai 05, 2013 4:29 pm
Localização: São Paulo/SP (São Mateus)

Re: Chuvas Fortes no Sudeste - Dezembro 2013

Mensagempor Rodolfo Alves » quarta dez 25, 2013 2:08 pm

Maiores Acumulados Mensais Até as 12h - 25/12/13 - Estações Automáticas do INMET

Capelinha/MG 904,6mm
Aimores/MG 831,6mm
Sta. Tereza/ES 813,6mm
Vitória/ES 742,8mm
Timoteo/MG 680,6mm
Gov. Valadares/MG 546,4mm
Diamantina/MG 520,6mm

Mapa de anomalia de Precipitação na região:

Imagem
Lista de Ciclones Subtropicais/Tropicais - Atlântico Sul
Arani (2011) - Bapo (2015) - Cari (2015) - Deni (2016) - Eçaí (2016) - Guará - Iba - Jaguar - Kamby - Mani

Avatar do Utilizador
Aldo Santos
Cumulonimbus mammatus
Mensagens: 5725
Registado: sábado nov 10, 2012 1:05 pm
Localização: São Paulo-SP

Re: Chuvas Fortes no Sudeste - Dezembro 2013

Mensagempor Aldo Santos » quarta dez 25, 2013 5:14 pm

Rodolfo Alves Escreveu:Maiores Acumulados Mensais Até as 12h - 25/12/13 - Estações Automáticas do INMET

Capelinha/MG 904,6mm
Aimores/MG 831,6mm
Sta. Tereza/ES 813,6mm
Vitória/ES 742,8mm
Timoteo/MG 680,6mm
Gov. Valadares/MG 546,4mm
Diamantina/MG 520,6mm

Conceição do Mato Dentro-MG (Conv.): 572,3 mm (Até 10h verão da manhã de hoje)

Avatar do Utilizador
Rodolfo Alves
Moderador global
Mensagens: 4999
Registado: domingo mai 05, 2013 4:29 pm
Localização: São Paulo/SP (São Mateus)

Re: Chuvas Fortes no Sudeste - Dezembro 2013

Mensagempor Rodolfo Alves » quarta dez 25, 2013 7:18 pm

Aldo Santos Escreveu:
Rodolfo Alves Escreveu:Maiores Acumulados Mensais Até as 12h - 25/12/13 - Estações Automáticas do INMET

Capelinha/MG 904,6mm
Aimores/MG 831,6mm
Sta. Tereza/ES 813,6mm
Vitória/ES 742,8mm
Timoteo/MG 680,6mm
Gov. Valadares/MG 546,4mm
Diamantina/MG 520,6mm

Conceição do Mato Dentro-MG (Conv.): 572,3 mm (Até 10h verão da manhã de hoje)


Valeu Aldo! :good:
Lista de Ciclones Subtropicais/Tropicais - Atlântico Sul
Arani (2011) - Bapo (2015) - Cari (2015) - Deni (2016) - Eçaí (2016) - Guará - Iba - Jaguar - Kamby - Mani

Avatar do Utilizador
Rodolfo Alves
Moderador global
Mensagens: 4999
Registado: domingo mai 05, 2013 4:29 pm
Localização: São Paulo/SP (São Mateus)

Re: Chuvas Fortes no Sudeste - Dezembro 2013

Mensagempor Rodolfo Alves » quarta dez 25, 2013 11:13 pm

25/12/2013 15h53 - Atualizado em 25/12/2013 20h42
Sobe para 21 o número de mortos pelas chuvas no ES
Mais duas mortes em Baixo Guandu e uma em Colatina foram anunciadas. Mais de 48 mil estão fora de suas casas, no balanço anterior eram 50 mil.

Do G1 ES

Sobe para 21 o número mortos em decorrência da chuva que ocorre em praticamente todo o Espírito Santo. Segundo o comando da Defesa Civil Estadual, às 18h58 desta quarta-feira (25), foram confirmadas quatro mortes em Baixo Guandu, uma em Barra de São Francisco, seis em Colatina, uma em Domingos Martins, oito em Itaguaçú e uma em Nova Venécia.

Reduziu o número de pessoas que ainda estão em abrigos ou casas de parentes e amigos. Até o início desta tarde, mais de 48 mil estavam fora de suas casas. No balanço anterior, o número chegou a quase 50 mil. A Defesa Civil informou que o levantamento do número de pessoas afetadas continua prejudicado pela dificuldade de acesso a muitas localidades, algumas totalmente isoladas pela intensa inundação, sem comunicação, água potável e energia elétrica.

Subiu para 50 o número de municípios mais afetados e são eles: Afonso Claudio, Agua Doce do Norte, Águia Branca, Alto Rio Novo, Aracruz, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Colatina, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Ecoporanga, Fundão, Governador Lindemberg, Guarapari, Ibatiba, Ibiraçu, Itaguaçu, Itarana, Jeronimo Monteiro, João Neiva, Laranja da Terra, Linhares, Mantenópolis, Marechal Floriano, Muniz Freire, Nova Venécia, Pancas, Rio Bananal, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São Mateus, São Roque do Canaã, Serra, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Viana, Vila Pavão, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.
A Secretaria Nacional de Defesa Civil continua enviando alertas de risco de inundação e deslizamento de terra nas regiões com mais chuvas. O governo decretou Situação de Emergência em todas as áreas afetadas por desastres decorrentes das últimas chuvas.

Imagem

Dificuldade
Em situação delicada, moradores de Itaguaçu, no Noroeste do Espírito Santo, decidiram, nesta quarta-feira (25), pegar comida suja de lama que foi descartada por um mercado. Eles dizem que o novo problema é a falta de alimentos e água potável. O governo do estado comunicou que tem enviado kits de sobrevivência para as cidades atingidas, mas as vítimas reclamaram que isso ainda não é suficiente. Várias partes da cidade ficaram alagadas por conta das chuvas e oito pessoas morreram.

Casagrande
O governador do Espírito Santo Renato Casagrande disse que as últimas chuvas já são o maior evento climático da história do Espírito Santo. "Vamos ter que reconstruir todo Espírito Santo”, afirmou.
Sete aeronaves auxiliam os trabalho dos bombeiros e Defesa Civil nos municípios mais afetados. Em algum deles, como Baixo Guandu, o socorro às vítimas só é possível por helicópteros.
Nesta quinta uma aeronave da Polícia Rodoviária Federal deve chegar ao estado para ajudar na logística. Casagrande destacou, ainda, que vai pedir uma aeronave para os governadores do Rio de Janeiro e São Paulo para auxiliar no transporte de pessoas.
O secretariado de governo vai se reunir para iniciar as discussões da reconstrução das áreas atingidas. “É muito trabalho. Muitas regiões destruídas. Pontes, rodovias, casas, tudo destruído pelas águas. Vamos ter muito trabalho para recuperar tudo isso. E o governo estará ao lado dos municípios ajudando nessa recuperação”, declarou o governador.

Dilma
"Nunca vi tanta água", declarou a presidente Dilma Rousseff ao sobrevoar as áreas alagadas do Espírito Santo, na manhã desta terça-feira (24). O voo durou aproximadamente 40 minutos. A presidente explicou que a prioridade é salvar as pessoas afetadas e em situação de risco, evitando mortes. Uma ponte provisória também será providenciada na ES-080, em um trecho que ficou destruído. Dilma sobrevoou as cidades em um helicóptero da Força Aérea, junto com a equipe e o governador do estado, Renato Casagrande. A presidente contou que desde que saiu de Brasília, nesta manhã, monitorou os locais de visitação no Espírito Santo e definiu maneiras de ajudar o estado e a população.

Estradas
Uma cratera se abriu na rodovia BR-259, na altura de Itapina, distrito de Colatina, Noroeste do Espírito Santo, nesta quarta-feira, em consequência de uma tromba d'água que caiu na região. A via liga o território capixaba ao estado de Minas Gerais. Equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) foram ao local e pedem para que as pessoas não tentem se deslocar entre Colatina e Baixo Guandu.
A BR-101 foi interditada em dois pontos nesta manhã em trechos que cortam o município de Linhares, região Norte do Espírito Santo, conforme informou a empresa EcoRodovias, que administra a rodovia federal. Nas duas situações há alagamentos. Do quilômetro 150 a 155, a água chega a um metro de altura e o trânsito está bloqueado nos dois sentidos. É recomendado aos motoristas que evitem o local.

Bombeiros do Rio
Vinte militares do Corpo de Bombeiros do Rio embarcaram na manhã desta quarta-feira (25) em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), na Base Aérea do Galeão, com destino ao Espírito Santo. Os bombeiros, que fazem parte do Grupamento de Busca e Salvamento (GBS) e são especialistas em salvamento em desastres, vão atuar em apoio às ocorrências causadas pelas chuvas que atingiram o estado. Outro grupo de militares seguiu por terra.

FGTS
Os moradores de municípios atingidos pelas chuvas e que decretarem estado de calamidade ou situação de emergência podem sacar o dinheiro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) na Caixa Econômica Federal. Os saques são para os cidadãos que tiverem conta e saldo no fundo e que não realizaram o saque do valor pelo mesmo motivo nos últimos 12 meses.

Imagem
Bairro Pontal das Garças alagado por águas da
chuva, em Vila Velha (Foto: Vitor Jubini/ A Gazeta)

Imagem
População atingida oela chuva recolhe alimentos descartados por supermercado em Itaguaçu, Noroeste do Espírito Santo (Foto: Vitor Jubini/ A Gazeta)

Imagem
Deslizamento de terras na zona rural de Baixo Guandu causado pelo excesso de chuva na região Noroeste do Espírito Santo (Foto: Vitor Jubini/ A Gazeta

Imagem
Vista aérea de Santa Leopoldina atingida por chuva na região Serrana do Espírito Santo (Foto: Vitor Jubini/ A Gazeta)

Imagem
Município de Itaguaçu alagado por conta do excesso de chuva na região Noroeste do Espírito Santo (Foto: Vitor Jubini/ A Gazeta)

Reprodução e Imagens: G1
Lista de Ciclones Subtropicais/Tropicais - Atlântico Sul
Arani (2011) - Bapo (2015) - Cari (2015) - Deni (2016) - Eçaí (2016) - Guará - Iba - Jaguar - Kamby - Mani

Avatar do Utilizador
Troyano
Cumulonimbus mammatus
Mensagens: 6082
Registado: sexta mar 13, 2009 2:18 pm
Localização: Praia Grande / Baln. Flórida
Contacto:

Re: Chuvas Fortes no Sudeste - Dezembro 2013

Mensagempor Troyano » quinta dez 26, 2013 2:25 pm

Chuva no Espírito Santo já é a maior em 90 anos

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnicas e Extensão Rural (Incaper) informou que as fortes chuvas que há mais de uma semana atingem o estado já são as maiores enfrentadas pelo estado, desde que começaram as medições meteorológicas no estado, há 90 anos.

Segundo o Incaper, o fenômeno é decorrência de “um canal de umidade associado à presença de Zonas de Convergência do Atlântico Sul (Zcas) que vem mantendo mantendo o tempo encoberto em todo o Estado”.

O instituto avalia que a chuva deve continuar ao longo desta terça-feira (24), em razão das condições de instabilidade. “Podem ocorrer volumes significativos nas regiões sul, serrana, Grande Vitória, noroeste e em municípios do nordeste situados ao sul do Vale do Rio Doce”.

As informações indicam que já foram registrados acúmulos de chuva com volume superior a 700 milímetros desde o início do mês de dezembro em alguns municípios do Estado. “O solo já está muito encharcado, e a continuidade da chuva só agrava os impactos”, disse Hugo Ramos, meteorologista do Incaper.

Os estragos causados pela chuva já são considerados maiores do que a tragédia registrada na enchente de 1979, que afetou municípios de Minas Gerais e Espírito Santo localizados no Vale do Rio Doce.

Naquela época, quase 48 mil pessoas tiveram que deixar suas casas. Foram registradas 74 mortes. Houve 4.424 residências atingidas nos dois estados. A maior cheia da história do Rio Doce foi em 1997, quando o manancial ultrapassou a cota de 8,70 metros. Em Colatina, a cota de inundação do Rio Doce é 5,2 metros. “Em outras palavras, ao atingir este nível, o rio transborda e pode inundar vários pontos da cidade” disse Ramos.

A Secretaria Nacional de Defesa Civil continua enviando alertas de risco de inundação e deslizamento de terra na Região Serrana e alagamentos em Linhares e Colatina devido ao nível do Rio Doce estar acima da taxa de inundação. A avaliação do Incaper é de que o Rio Doce deve ultrapassar 10 metros.

Diversas atividades agrícolas foram afetadas: cafezais, pastagens, hortaliças e frutas. No interior, mais de 200 pontes foram danificadas ou arrancadas pela força das águas. Houve deslizamento de barreiras de terra e rompimento de dezenas de barragens. Estradas rurais estão intransitáveis, e comprometem o escoamento da produção de alimentos. Mais de 100 mil litros de leite foram perdidos. O fornecimento de ração para a avicultura também foi afetado, principalmente no município de Santa Maria de Jetibá.

Com um total de 47 municípios afetados e com estado de emergência decretado, vários deles com dificuldade de acesso, órgãos do governo do Espírito Santo, prefeituras municipais, defesas civis, Corpo de Bombeiros, Exército, Força Nacional de Segurança e milhares de voluntários trabalham nas áreas afetadas para socorrer vítimas, retirar pessoas das áreas de risco, transportar e distribuir donativos.

“Fazemos um apelo neste momento. É importante lembrar sobre a necessidade de seguir as orientações do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil. Vidas precisam ser salvas”, disse Evair Vieira de Melo, diretor-presidente do Incaper.

Agência Brasil
Imagem

2015 . 3436,9mm
2016 . 2.731,mm
2017 até 18/4 : 848,8mm

Avatar do Utilizador
Rodolfo Alves
Moderador global
Mensagens: 4999
Registado: domingo mai 05, 2013 4:29 pm
Localização: São Paulo/SP (São Mateus)

Re: Chuvas Fortes no Sudeste - Dezembro 2013

Mensagempor Rodolfo Alves » quinta dez 26, 2013 2:50 pm

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013 - 10h37 Atualizado em quinta-feira, 26 de dezembro de 2013 - 12h47
"Foi o lugar que mais choveu no mundo"
Governador do Espírito Santo afirma que não havia prevenção que pudesse conter desastre; 21 mortes já foram registradas

Da Rádio Bandeirantes noticias@band.com.br

“Foi o lugar em que mais choveu no mundo nas últimas horas”, disse, em entrevista à Rádio Bandeirantes, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB). Desde que as intempéries começaram a atingir o estado capixaba, 21 pessoas perderam a vida.

Imagem
Governador Renato Casagrande (Imagem: Band)

De acordo com Casagrande, para conter a chuva desse período, não havia trabalho de prevenção suficiente porque deslizamentos estão acontecendo em áreas antes consideradas seguras. “Áreas de encostas de cobertura florestal passam a ser consideradas perigosas. Qualquer quantidade de chuva agora é risco pela umidade que está no solo”.

O governador, que neste momento segue para a região das cidades de Itaguaçu e Santa Leopoldina, aponta que o trabalho a ser feito agora é de assistência. “Temos nove aeronaves trabalhando; alguns distritos e municípios estão isolados ainda. Nossa prioridade é diminuir o risco”.

A visita da presidente Dilma Rousseff à região, na tarde da véspera de Natal, foi importante, segundo Casagrande, porque a mandatária pôde observar a gravidade da situação. “Ela editou uma MP [Medida Provisória, que será assinada] hoje de recursos de reconstrução. Estamos assinando a MP hoje”. Casagrande aponta que a verba será destina à construção de ruas, casas e pontes.

Por causa das chuvas, o Espírito Santo está em “alarme permanente”, diz o governador, que informa que 170 integrantes do Exército irão ao estado participar dos trabalhos de ajuda.

Defesa Civil
A Defesa Civil do Espírito Santo confirmou, na noite de quarta-feira, que o número de mortos por causa das chuvas subiu para 21. O estado tem 50 cidades afetadas, das quais 22 estão elaborando documentos para decretar estado de calamidade pública. Ao todo, os desabrigados já são quase 50 mil.

Em Colatina, no noroeste do Espírito Santo, quatro corpos, entre eles os de um casal e da filha de 10 anos, foram retirados hoje dos escombros. Mais de 100 famílias que moram perto do local do desabamento foram retiradas de suas casas e os imóveis que apresentavam risco foram demolidos.

Na cidade de Baixo Guandu, também no noroeste do Estado, a prefeitura confirmou mais mortes. Quatro pessoas de uma mesma família foram soterradas após o desabamento de uma casa.

Um helicóptero da Marinha leva medicamentos, água e comida às áreas isoladas. Já uma aeronave da Polícia Militar socorreu um homem que teve as duas pernas quebradas, em um resgate demorou mais de 15 horas.

Fonte: Band.com.br

=========================================================================================================================================

Em 168 horas, litoral do Espírito Santo registra o maior volume de chuva de todo o planeta
20 DEZEMBRO 2013 por DEOLHONOTEMPO

Os dados interpolados do satélite Tropical Rainfall Measuring Mission (TRMM) da Agência Espacial Americana (NASA) com estações meteorológicas de superfície comprovaram que ao longo das últimas 168 horas (desde a última sexta-feira, 13), o litoral do Espírito Santo foi a região de todo o planeta Terra que mais registrou precipitação.

Imagem
Imagens do Satelite TRMM da NASA

Na comunidade de Boa Vista, em Linhares, das 18 horas (Brasília-verão) de sexta-feira (13) até às 18 horas desta sexta-feira (20), o índice pluviométrico havia chegado a impressionante marca de 498,6 milímetros. Ainda no litoral capixaba, a estimativa feita pelo satélite foi de precipitação entre 500 e 700 milímetros.
No mesmo período foram contabilizados 345,5 milímetros em Cahuide, no departamento de Cuzco, no Peru e 448 milímetros em Placencia, no estado de Stann Creek, em Belize.

No litoral do Sri Lanka, região de Kirinda, foram aferidos 380 milímetros de chuva. E no extremo norte do Vietnã, em na província de Lai Châu, foram observados 400 milímetros, já na fronteira com a China.

Até o final da noite desta sexta-feira, quase 20 mil pessoas ainda permaneciam desalojadas em todo o estado por conta dos alagamentos, muitos que sequer haviam começado a recuar.

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem

Fonte e Imagens: De Olho No Tempo
Lista de Ciclones Subtropicais/Tropicais - Atlântico Sul
Arani (2011) - Bapo (2015) - Cari (2015) - Deni (2016) - Eçaí (2016) - Guará - Iba - Jaguar - Kamby - Mani

Avatar do Utilizador
Aldo Santos
Cumulonimbus mammatus
Mensagens: 5725
Registado: sábado nov 10, 2012 1:05 pm
Localização: São Paulo-SP

Re: Chuvas Fortes no Sudeste - Dezembro 2013

Mensagempor Aldo Santos » quinta dez 26, 2013 3:15 pm

Rodolfo Alves Escreveu:
Imagem
Deslizamento de terras na zona rural de Baixo Guandu causado pelo excesso de chuva na região Noroeste do Espírito Santo (Foto: Vitor Jubini/ A Gazeta

Aqui é bem visível como a falta de árvores, consequência do desmatamento, ajuda nos deslizamentos. :sad:

Avatar do Utilizador
Rodolfo Alves
Moderador global
Mensagens: 4999
Registado: domingo mai 05, 2013 4:29 pm
Localização: São Paulo/SP (São Mateus)

Re: Chuvas Fortes no Sudeste - Dezembro 2013

Mensagempor Rodolfo Alves » domingo dez 29, 2013 7:23 pm

CRONOLOGIA SINÓTICA DA CHUVA NO SUDESTE:

12 de Dezembro:
Tudo começou primeiramente no dia 12/12, quando uma frente fria chegou ao litoral do Sudeste do país, e inicialmente formou a ZCOU (Zona de Convergência de Umidade).

Imagem

Já no dia 12, o GFS projetava valores extremos de chuva, em torno de 500mm, entre o ES e a BA. Portanto, já era esperada uma situação de chuvas torrenciais na região perante os modelos de previsão numérica.

Imagem

15 de Dezembro:
A atmosfera começava a ganhar maior organização em altos níveis para configuração de ZCAS, com a intensificação da Alta da Bolívia, e do VCAN sobre o Nordeste do país.

Imagem

Ainda sim, o CPTEC ainda designava situação de ZCOU.

Imagem

17 de Dezembro
Novamente os modelos voltam a alertar para volumes excessivos de chuva... Situação que eu chamei atenção em um post no tópico de Ciclones para a América do Sul:

Rodolfo Escreveu:
Em termos de efeitos, chama a atenção as projeções absurdas de chuva para o ES/MG/BA/TO nos próximos 5 dias, por conta indiretamente da formação dessa baixa. Tanto o MBAR quanto o GFS sugerem acumulados de mais de 300mm entre o ES e o sul da Bahia no período, por exemplo. Como já mencionado pelo CPTEC, há potencial para desastres. Defesa Civil e Autoridades dos estados se não estiverem, deveriam estar acompanhando o desenrolar da situação de perto.

Imagem
Imagem


18 de Dezembro:
A partir de 18/12, o CPTEC passou a designar de forma oficial a formação da ZCAS entre o Sudeste e o Nordeste. A partir desse período começaram a ocorrer os volumes mais extremos de chuva entre ES/MG.

Imagem

21 de Dezembro:
A formação de um Centro de Baixa Pressão sobre a costa do sudeste, ajudou a intensificar a convergência de umidade da ZCAS.

Imagem

25 de Dezembro:
Somente a partir de 25/12 a ZCAS se desconfigurou, com a formação de um anticiclone em altitude sobre o centro do Brasil.

Imagem
Imagem


============================================================================================================================

Sequencia de Imagens de Satelite referente ao período, mostrando a evolução da ZCOU e ZCAS:

Imagem
Lista de Ciclones Subtropicais/Tropicais - Atlântico Sul
Arani (2011) - Bapo (2015) - Cari (2015) - Deni (2016) - Eçaí (2016) - Guará - Iba - Jaguar - Kamby - Mani

Avatar do Utilizador
Rodolfo Alves
Moderador global
Mensagens: 4999
Registado: domingo mai 05, 2013 4:29 pm
Localização: São Paulo/SP (São Mateus)

Re: Chuvas Fortes no Sudeste - Dezembro 2013

Mensagempor Rodolfo Alves » sexta jan 03, 2014 4:14 pm

Maiores Acumulados Mensais Dezembro/2013 - Estações Automáticas do INMET

Capelinha/MG 930,2mm
Aimores/MG 851,6mm
Sta. Tereza/ES 837mm
Vitória/ES 745,8mm
Timoteo/MG 718,6mm
Linhares/ES 620mm
Mantena/MG 618,4mm
Gov. Valadares/MG 555,6mm
Diamantina/MG 610mm

Aeroporto de Vitória: 327,6mm
Estação Convencional INMET - Vitória: 714mm (266% acima da média - 195mm)
Lista de Ciclones Subtropicais/Tropicais - Atlântico Sul
Arani (2011) - Bapo (2015) - Cari (2015) - Deni (2016) - Eçaí (2016) - Guará - Iba - Jaguar - Kamby - Mani

Avatar do Utilizador
Renan
Cumulonimbus incus
Mensagens: 13992
Registado: sexta mar 13, 2009 8:23 pm
Localização: Juiz de Fora MG

Re: Chuvas Fortes no Sudeste - Dezembro 2013

Mensagempor Renan » quinta jan 16, 2014 8:24 am

Apesar do grosso da ZCAS ter ficado no leste e norte de Minas e ES,
aqui em Juiz de Fora a chuva também foi recorde na estação do
INMET. Com 490mm acumulados, foi o maior volume de chuva
para Dezembro desde a instalação da estação no local atual (1973).
"Já se passaram trinta anos desde que publiquei um relatório dos experimentos tendentes a mostrar que fora de nosso conhecimento científico existe uma Força utilizada por inteligências que diferem da comum inteligência dos mortais ... Nada tenho a me retratar. Confirmo minhas declarações já publicadas. Na verdade, muito teria que acrescentar a isto". (William Crookes, 1898).

ESTAÇÃO BANDEIRANTES (JUIZ DE FORA, MG):

http://www.wunderground.com/weatherstat ... IMINASGE11

Imagem

Avatar do Utilizador
Troyano
Cumulonimbus mammatus
Mensagens: 6082
Registado: sexta mar 13, 2009 2:18 pm
Localização: Praia Grande / Baln. Flórida
Contacto:

Re: Chuvas Fortes no Sudeste - Dezembro 2013

Mensagempor Troyano » quinta jan 16, 2014 10:28 am

Itaóca - SP

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Compilação de imagens, sites de notícias.
Imagem

2015 . 3436,9mm
2016 . 2.731,mm
2017 até 18/4 : 848,8mm


Voltar para “Tempo Severo”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 4 visitantes